Roberto Carlos

foto

País de nascimento: Brasil

Nacionalidade: Brasileiro

Data de nascimento: 10/04/1973 (51 anos)

Pesos de cauda: 168/67

Clube: Último clube de Delhi Diinamos/Brasil

Posição: Defensor

 

 

 

 

 

Bem-vindo ao nosso fã site, criado pela lenda do futebol moderno – Roberto Carlos! Aqui você conhecerá as últimas atualizações, notícias intrigantes e momentos emocionantes da carreira deste talentoso jogador. Procure as últimas informações sobre esse maravilhoso atleta em nosso site!

Roberto Carlos é um lendário jogador de futebol brasileiro cujo nome ainda é conhecido entre os fãs do esporte. As conquistas desse cara são simplesmente impressionantes: ele ganhou medalhas a torto e a direito nos Campeonatos Mundiais e Europeus e até foi incluído na lista exclusiva de Pelé dos 125 melhores jogadores da FIFA. Roberto pendurou as chuteiras e está aproveitando a glória de sua merecida aposentadoria, com seu jogo de pés sofisticado, cobranças de falta habilmente executadas e gols impressionantes.

Roberto Carlos na conferência

Biografia detalhada do jogador

Roberto Carlos, uma lenda do futebol brasileiro, era uma força a ser reconhecida em campo. Ele passou a maior parte de sua ilustre carreira como lateral-esquerdo, mas sua influência se estendeu muito além de suas funções defensivas. Depois de pendurar as chuteiras em 2012, aos 39 anos, ele fez uma transição tranquila para o mundo dos treinadores, provando que seu caso de amor pelo belo jogo estava longe de terminar.

Conhecido por sua habilidade técnica, resistência que parecia não ter limites e capacidade de lançar mísseis de longo alcance em todo o campo, Roberto Carlos era um espetáculo para ser visto. Suas habilidades de corrida extremamente rápidas eram surpreendentes, permitindo-lhe cobrir cem metros em menos de 11 segundos. Os fãs do jogo ficaram maravilhados com suas proezas físicas e enormes músculos.

Mas não foram apenas os seus atributos físicos que fizeram dele uma lenda viva. Roberto Carlos ganhou o apelido de “Homem Bala” por causa de seus tiros de canhão, executados com a graça de um bailarino. Esses chutes horrivelmente curvos, desferidos com a parte externa do pé, podiam lançar a bola para o ar a velocidades que chegavam a impressionantes 198 quilômetros por hora. É seguro dizer que goleiros de todo o mundo passaram noites sem dormir só de pensar em ver um de seus chutes fortes.

A influência de Roberto Carlos no jogo foi inegável e seu legado continua brilhando. Em 2004, ele foi legitimamente premiado com o título de um dos maiores jogadores de futebol vivos do mundo, ao ser incluído na prestigiada lista FIFA 100 para o centenário da organização. O seu nome permanecerá para sempre nos anais da história do futebol, uma prova do seu extraordinário talento e da marca que deixou no belo jogo.

O início das crianças no futebol

Roberto Carlos é fã de milhões de fãs, nasceu na cidade brasileira de Garza, no estado de São Paulo, em 10 de abril de 1973. Sua família teve quatro filhos, três meninas e um menino – Robbie. Recebeu o nome de Roberto Carlos Braga, o “Rei da música latino-americana”, cujas canções seu pai adorava.

Eles viviam uma vida modesta – sua mãe era dona de casa e seu pai trabalhava como caminhoneiro. Desde muito jovem, Roberto sempre esteve ocupado, ajudando os pais nos trabalhos agrícolas e jogando futebol, coisa que gostava desde que usava fraldas, literalmente a partir dos 3 anos de idade. já joga em um time de futebol amador com adultos, inclusive com o próprio pai.

Em 1981, a família mudou-se para Cordeiropolis, onde Roberto estudou até os 12 anos. Depois disso, começou a trabalhar em uma fábrica têxtil, sem abrir mão do esporte preferido e desenvolvendo seu talento natural. Jogou pelo time de sua empresa e representou a cidade nos Jogos Estaduais.

Seu talento não passou despercebido e em 1988 foi aceito no Araras Football Club União São João. A jornada de Roberto em direção ao sonho de infância de jogar pela Seleção Brasileira de Futebol começou com sucesso, pois rapidamente se tornou um jogador-chave no União São João ” A escalação inicial do San Juan. O fato de possuir um talento excepcional ficou evidente quando, aos 17 anos, foi selecionado para jogar pela seleção juvenil do Brasil, que posteriormente terminou em segundo lugar na Copa do Mundo Sub-20 da FIFA de 1991. Em 1992, aos 19 anos, foi convocado para representar a Seleção Brasileira de Futebol (disputou também três Copas do Mundo – além desta ocasião, em 1998 e 2002).

Jogou quatro temporadas pelo Unian antes de se transferir para o Palmeiras em 1993, onde jogou por duas temporadas, conquistando o campeonato paulista e o campeonato de seu país por dois anos consecutivos.

Em 1995, o técnico do clube britânico Middlesbrough, Bryan Robson, convidou Roberto Carlos para se juntar ao seu time, mas o negócio não deu certo. Eventualmente, Roberto mudou-se para o Inter de Milão. Durante sua passagem pelos Nerazzurri, ou Blaugrana, como são chamados por causa das cores do clube, Roberto disputou 34 partidas e marcou 7 gols em uma temporada.

Roberto Carlos na infância

Máximo de glória para o Real Madrid

Ele revelou plenamente seu forte potencial futebolístico ao jogar pelo Real Madrid de 1996 a 2007, o maior clube do século 20, segundo a FIFA. Ao longo de 11 temporadas, ele disputou 584 partidas, marcando 71 gols. Com a sua participação, a equipa subiu quatro vezes ao pódio do Campeonato Espanhol e sagrou-se triunfantemente vencedora da prestigiada Liga dos Campeões da UEFA por três vezes. Mais tarde, ele se juntou a um grupo de elite de apenas dezenove jogadores de futebol no mundo que disputaram mais de 100 partidas na Liga.

Mas não se trata apenas dos números. Além de suas proezas atléticas, o que realmente diferenciava Roberto Carlos era seu entusiasmo contagiante e sua positividade inabalável, como um raio de sol em campo. Parecia que o Real conseguia virar a maré de qualquer jogo a seu favor, mesmo numa situação aparentemente desesperadora, graças ao espírito de luta de Carlos. Ele tinha uma habilidade incrível de inspirar seus companheiros de equipe e dar-lhes confiança para vencer, tornando-o um trunfo inestimável para os Royals.

Além disso, conquistou o amor e o respeito dos fãs não só pelo seu talento e destreza física, mas também pela sua simplicidade e caráter prático. Apesar da agenda lotada, ele sempre arranjava tempo para os fãs, participando de conversas, sessões de autógrafos que pareciam durar horas e distribuindo generosamente suas camisetas ou botas como lembrança.

Na verdade, em 2013, o respeitado jornal desportivo espanhol Marca nomeou Carlos como o maior jogador estrangeiro da história do Real Madrid. E está certo! Ele era uma verdadeira lenda dentro e fora do campo.

Jogo do Real Madrid

A permanência de Roberto Carlos no Fenerbahçe

Em junho de 2007, Roberto Carlos assinou contrato com o clube turco Fenerbahçe, que disputou a Superliga. Na partida de estreia pela nova equipe, contra o Besiktas, venceu e conquistou a Supercopa da Turquia com o placar de 2 a 1. Na partida contra o Sivasspor, no dia 25 de agosto, Carlos marcou seu primeiro gol pelo Fenerbahçe. Curiosamente, desta vez ele marcou de cabeça, o que era incomum para ele. Esse gol foi o terceiro de sua carreira.

No final da temporada, Carlos se machucou e perdeu a partida em que o Fenerbahçe lutou pelo título do campeonato contra o Galatasaray. Sua equipe perdeu o título para os rivais. Carlos ficou decepcionado com o resultado e prometeu devolver o troféu ao Estádio Şükrü Saracoğlu, que servia como sede do clube.

Em 2009, ele cumpriu sua promessa e conquistou a Supercopa da Turquia, e disputou sua última partida pelo Fenerbahçe no dia 17 de dezembro, contra o Sheriff Tiraspol, na UEFA Europa League. Após o jogo, os torcedores agradeceram pela ótima atuação, gritando: “Eu te amo, Carlos”, e seus companheiros jogaram água nele em sinal de limpeza e conquistas futuras.

Jogando pelo Fenerbahce novo

Roberto Carlos volta para casa – Corinthians

Em 2010, após 15 anos jogando no exterior, Carlos voltou à sua terra natal. Ele assinou com o Corinthians, de São Paulo, e voltou a jogar ao lado do amigo e ex-companheiro do Real Madrid, Ronaldo. No dia 4 de junho, Carlos marcou um gol contra o formidável time brasileiro Internacional, ajudando o Corinthians, também conhecido como Timão (que significa “time grande”), a subir ao topo da tabela classificativa do país. No dia 16 de janeiro, em partida contra a Portuguesa, marcou um gol inesquecível e único direto de escanteio. Em fevereiro, devido a agressões e ameaças de torcedores após a derrota do Corinthians para o Tolima na Copa Libertadores, Carlos pediu ao clube que o liberasse de suas obrigações contratuais, e seu contrato foi rescindido para sua segurança pessoal.

Roberto Carlos no Anzhi

De 2011 a 2012, Carlos foi jogador contratado do clube russo Anzhi (Makhachkala). A transferência foi uma sensação, pois o Anzhi havia feito investimentos financeiros significativos na época para atrair jogadores famosos, incluindo Carlos. Ele se tornou um dos jogadores de futebol mais bem pagos do mundo.

No Anzhi, Carlos jogou ao lado de estrelas como Samuel Eto’o e Yuri Zhirkov. Juntos, eles procuraram chamar a atenção para o futebol russo e ajudar o clube a alcançar o sucesso no cenário nacional e internacional. Porém, o time não conseguiu resultados sérios e, após cortar o orçamento do clube em 2013, Carlos foi vendido para outro time.

Clube Anji

Roberto Carlos em 2024

Roberto Carlos, depois de se ter despedido do Anzhi no verão de 2013, este dínamo brasileiro assumiu a função de treinador principal da equipa turca do Sivasspor. Sob sua hábil liderança, a equipe conseguiu garantir uma vaga na renomada Liga Europa. O povo turco ficou tão impressionado que nomeou Carlos como o treinador do ano. No entanto, sua jornada como treinador não foi fácil e ele foi forçado a renunciar em dezembro de 2014 devido a uma série de maus desempenhos de sua equipe.

Vida familiar

Este jogador sabe uma ou duas coisas sobre amor e família. Atualmente está em seu segundo casamento com a charmosa Mariana Lukone. Do primeiro casamento, a incrível Alessandra teve duas filhas e um filho adotivo. Quanto ao resto dos filhos, ele tem uma filha e três filhos de casos extraconjugais. E não nos esqueçamos da caçula Princesa Manuela, que nasceu no clã Carlos durante o seu atual casamento.

Carlos e sua esposa

Mas espere, Roberto Carlos é mais do que apenas futebol e família. Este homem tem um coração de ouro e uma paixão pela mudança. Ele está ativamente envolvido na caridade, não apenas em palavras, mas também em ações. Em sua terra natal, ele construiu diversas escolas de futebol gratuitas, incutindo o amor pelo belo jogo. E não foi só: ele foi além ao adquirir equipamentos médicos para hospitais de São Paulo. Ele até demonstrou generosidade ao doar fundos para a organização de caridade russa Gift of Life.

Perguntas frequentes
Em quais times Roberto Carlos jogou?
Quais são os destaques da carreira de Roberto Carlos?
Qual é a fama de Roberto Carlos no mundo do futebol?
Qual gol de Roberto Carlos é considerado um dos gols mais lendários da história do futebol?
Em quais clubes Roberto Carlos jogou durante sua carreira?
Roberto Carlos